Eduardo Cabús em “Francisco Alves – O Rei da Voz”, com Filipe D´Assumpção ao piano e a participação especial de Nancy Monçores

:: Dia 29 | Quarta-feira
Piano bar, 23h00

 

EDUARDO CABÚS – Com  formação  na   UF.  da  Bahia,  Academia  de  Arte  Dramática  Silvio D´amico (Roma),Real Escola de Arte Dramática (Madri), Academia de Arte Dramática e Instituto Asiático de  Cultura e Teatro  Oriental (Nova Delhi), Universidade  Internacional  de Teatro (Paris e Lyon), Estágios sobre técnicas e métodos teatrais pelo Conselho Britânico(Londres). Especializações em: “Música no Folclore” – Instituto de Alta Cultura de Lisboa.  “Música na Cena Espanhola” – Cátedra Tirso de Molina de Madrid. “Técnica  Musical  Indiana” – Instituto Asiático de  Nova Delhi/Índia. “Psicologia através da Música” – Universidade Internacional em Paris. Coordenador  Artístico da Orquestra Afro-Brasileira – Bahia.Professor  convidado do Conservatório de Música da Universidade de Manaus. Dirigiu e atuou em inúmeros  espetáculos  de teatro no Brasil e no exterior. Seus conhecimentos na área  musical  inclui  estudos na Escola  de  Música  da Bahia(canto).Estudou rítmica e canto com Suzzetti Peleracci  e voz com Anna Adler.

NANCY  MONÇORES – Atuou nos seguintes espetáculos: O Sobrenatural e o Riso em Shakespeare, A Escolha de Ariovaldo Matos, Jung – Do Divã ao Divino de Álvaro César Guimarães, com temporada no Rio de Janeiro e em Lisboa/Portugal. Recentemente interpretou Joana na peça de Luiz Carlos Manoel – “Lembranças de um Um Sonho” com direção de Regiana Antonini.

Filipe d’Assumpção – Pianista – Nasceu em Macau, ex- colônia portuguesa. Vive no Rio de Janeiro há trinta e seis anos. Pianista formado pela Escola de Música da Universidade federal do Rio de Janeiro e é  professor de piano e de canto. Foi membro de várias orquestras e se apresentou como solista nas principais  capitais brasileiras.

Francisco Alves – O Rei da Voz
Aos dezoito anos, Francisco Alves era um jovem decidido a ser cantor. Embora as referências biográficas sempre enfatizem sua boa estrela ou sorte, o fato é que  ele buscou exercer sua vocação com método e persistência e alcançou seu objetivo experimentando todas dificuldades peculiares à carreira artística. Para se manter, aos 16 anos, foi trabalhar como operário em uma fábrica de  chapéus e motorista de táxi. O primeiro disco foi gravado em 1919 o qual incluía: Pé de Anjo e Fala meu Louro, ambas do compositor Sinhô. Com a mudança do nosso sistema fonográfico  ele gravou o primeiro disco elétrico do Brasil, o histórico Odeon 10.001 e tornou-se o Príncipe dos cantores brasileiros. Mito da MPB, sua biografia é repleta de episódios que misturam romance, drama e detalhes curiosos da sua personalidade, daí a sua condição mítica. Ele estava no rádio, no cinema e nas revistas do mundo artístico. Era um leonino (do signo astrológico de leão). Apesar da costumeira cabeça no lugar, podia agir por impulso, cometer atos impensados, como o casamento, em 05 de maio de 1920, com Perpétua Guerra Tutoya, a Ceci, que conhecera no meio da boemia, no bairro da Lapa. O enlace durou uma semana. Sobre o casamento Francisco Alves declarou que decidiu em “um momento de loucura”. No mesmo ano começou uma relação com a dançarina e atriz Célia Zennati, mantendo a união por 28 anos. Francisco Alves, por sua figura humana assume dimensão de personagem de romance, protagonista de crônica, herói de ficção. Era um artista carismático, amado, famoso e rico.
Aos 54 anos, Francisco Alves dominava completamente a dinâmica de sua bem sucedida vida de estrela da música popular brasileira. Tinha medo de avião, horror a acidentes, pavor de morrer carbonizado, como Carlos Gardel. O destino, porém, é indiferente as preferências e providências do mortais.Francisco Alves morreu ao anoitecer, às 18:30, do dia 27 de setembro de 1952, na rodovia Presidente Dutra, quando voltava de São Paulo para fazer  seu programa na rádio Nacional.Guiava sua Buick, na altura de Una(Taubaté), município de Pindamonhangaba. Seu carro chocou-se com um caminhão. Foi um acidente violentíssimo. O amigo que viajava com ele, Haroldo Alves, arremessado para fora no momento da colisão, sobreviveu. No mesmo dia todas as manchetes ocupavam-se da tragédia.
O Brasil cobriu-se de luto embalado pelas canções do ídolo, que tocavam o dia inteiro em todas as emissoras de rádio. O corpo, velado na câmara municipal, recebeu as últimas homenagens de amigos, fãs, admiradores. O cortejo fúnebre foi acompanhado por meio milhão de pessoas. Pela primeira vez na história do Brasil, a urna funerária foi conduzida em cima de um carro de bombeiros, Sobre a lápide, um violão de bronze e as palavras do parceiro Orestes Barbosa: “Tu, só tu madeira, sentirás toda a agonia do silêncio do cantor”.

Repertório Cantado
Voz do Violão – Francisco Alves e Horácio Campos
Ave Maria – Erotides de Campos e Jonas Nunes
Feitio de Oração – Noel Rosa e Valdic
Meiga Flor – Luiz Peixoto e Marques Porto
Favela – Roberto Martins e Waldemar Silva 
Aquarela do Brasil – Ary Barroso
Só Nós Dois no Salão e Essa Valsa – Lamartine Babo 
Cinco Letras que Choram (Adeus) – Silvino Neto
Caminhemos – Herivelto Martins 
A Lapa – Benedito Lacerda e Herivelto Martins
A Mulher que Ficou na Taça – Francisco Alves e Orestes Barbosa  
Confetti – David Nasser e Jóta Junior
Nervos de Aço – Lupcínio Rodrigues  
Cadeira Vazia – Lupcínio Rodrigues 
Marina – Dorival Caymmi
Boa Noite Amor – José Maria de Abreu e Francisco Alves

Repertório Instrumental
Passarinho do Má – Duque  Pé de Anjo – J.B. da Silva  Esses Moços – Lupcínio Rodrigues, Já Não És Mais Aquela – Rubens Soares/ Antônio Almeida, Retiro da Saudade – Nássara / Noel Rosa  Vai Meu Samba – Custódio Mesquita  É Bom Parar – Rubens Soares, Canção da Criança – Francisco Alves e Renee Bittencourt.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s