Jazz no Clube: MJ Leal Trio

::  Dia 17 | Fevereiro

Sexta-feira

 Piano-bar

23h00

Jazz no Clube

MJ Leal Trio

 ”O trio interpreta temas de blues e standards de jazz, onde a cantora se inspira nas grandes influências que tem de Nina Simone, Ella Fitzgerald, Ray Charles, entre outros.Acompanhada por Carl Minnemann e Hugo Raro, dois músicos de referência no circuito musical português!”

Carlos Azevedo – Piano

Carl Minnemann – Contrabaixo

MJLeal – Voz

Jazz no Clube: Isabel Ventura Trio

:: Dia 27|  sexta-feira

Piano-bar , 23h00

Jazz no Clube

Isabel Ventura Trio

Uma combinação de três personalidades com percursos musicais diversos que confluem no caminho da improvisação: o jazz.

Interpretarão, neste concerto, com um forte cunho pessoal , os grandes standards da tradição americana juntamente com alguns temas de autores portugueses conceituados.

O resultado é um ambiente livre e de grande cumplicidade musical, onde surgem nuances sonoras diversas, melodias cativantes, ritmos entusiásticos, apoiados numa energia inesgotável.

Isabel Ventura – Voz

 

Marco Figueiredo – Piano

 

José Carlos Barbosa – Contrabaixo

ISABEL VENTURA – VOZ

Iniciou a sua actividade musical em 1984 ingressando no grupo Photograph, banda na área da música anglo-americana. Com este grupo participou em vários programas de televisão e espectáculos por todo o país.
Em 87 é convidada por Sérgio Castro a participar com o grupo Trabalhadores do Comércio no Festival da Canção RTP, com quem viria ainda a actuar em diversos espectáculos em Portugal e Espanha. No ano seguinte entra para o grupo rock GNR como segunda voz em concertos ao vivo, tanto em Portugal como em França. Em 1989 e 90 participa respectivamente nos álbuns Música Concreta e Mundo de Aventuras da banda portuense Ban. Nesta altura colabora ainda na gravação do álbum El Desertor, do grupo Desertores, banda rock espanhola. Em 91 é convidada por Pedro Abrunhosa a integrar o grupo Máquina do Som, projecto que estaria na base dos Bandemónio.
O seu crescente interesse por cantoras como Billy Holiday, Sarah Vaughan, Dee Dee Brigdewater e Dianne Reeves, atraem-na definitivamente para o Jazz. Participa com alguma frequência em diversas Jam-sessions e concertos com Carlos Azevedo, Paulo Barros, Paulo Gomes, Ricardo Fabini, George Letellier, Raul Marques, Diego Ebbeler, Eduardo Santos, José Luís Rego, entre outros e aumenta o seu gosto pela música improvisada. Decide então, formar o seu próprio grupo Desde essa altura, tem actuado por todo o País em diversos eventos ligados ao Jazz, destaque para o 4º ciclo de Jazz da Guarda, Centro Cultural de Belém, Casa da Música no Porto Festival Rota Jazz na Trofa, Porto Blue Jazz . Actua também regularmente noutros espaços tais como clubes de Jazz e Cafés Concerto. Esta, neste momento, em processo de gravação do seu primeiro trabalho a solo.

MARCO FIGUEIREDO – PIANO

Marco Figueiredo estudou Piano e composição no Conservatório de Coimbra, mais tarde dedica-se ao Jazz e tem aulas com Paulo Gomes, Quim Roberto e João Paulo. Frequentou a ESMAE (Escola de musica e Artes do Espectáculo) no Porto. Gravou uma composição sua para uma homenagem a Carlos Paredes onde participaram também Carlos Bica, Mário Laginha, António Pinho Vargas entre outros. Como músico free-lancer já actuou em inúmeras salas de espectáculos em Portugal assim como Espanha e Cabo Verde com projectos que vão do Jazz à Música tradicional Portuguesa.
Gravou em seu nome o CD Outras Viagens e participou em outros registos editados como “Os Cantautores” e Trilhos. Está, neste momento, em fase de lançamento o seu mais recente trabalho a solo:“Fotografia”.

JOSÉ CARLOS BARBOSA – CONTRABAIXO

Natural de Arouca, começa aos 19 anos a estudar contrabaixo/jazz com Filipe Teixeira, prosseguindo estudos na Escola de Jazz do Porto entre 2002 e 2004. Durante esse período estuda também com Pedro Barreiros, Alberto Jorge Piedade e João André Piedade.
Em 2009 termina a licenciatura no curso de jazz da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE), tendo estudado com António Augusto Aguiar e Pedro Barreiros, entre outros, tais como: Demian Cabaud, Michael Lauren, Nuno Ferreira, Mário Santos, Telmo Marques e Carlos Azevedo. Nesse período destacam-se participações na Big Band da ESMAE sob orientação de Pedro Guedes, Paulo Perfeito, Alan Ferber e Orrin Evans, bem como no Septeto de Jazz da ESMAE com o qual conquistou o 1º prémio no concurso anual de escolas de jazz na Festa do Jazz do teatro São Luíz em 2007.
Esteve presente em masterclass e workshops com diversos músicos onde se destacam: Carlos Bica, Zé Eduardo, Bernardo Moreira, Omer Avital, Jason Lindner, Alexis Cuadrado, James Carter, Dan Weiss, Ohad Talmor, Thomas Morgen, Matt Pavolka, Orrin Evans e Darryl Hall. Colabora com a Orquestra de Jazz de Matosinhos (OJM), não só em concertos como também no seu programa didáctico “O Jazz vai à Escola” e “Jazz sem Barreiras”.
Integra o GS Quartet, com o qual já pisou os palcos da sala 2 da Casa da Música, do 13º Festival de Jazz de Valado dos Frades, do Festival Jazz ‘n Gaia 2010 e do 15º Festival de Jazz de Matosinhos, contando com a participação de Mário santos, Sérgio Carolino e José Luís Rego. Faz parte do AP quinteto, que em breve lançará o seu primeiro trabalho discográfico.
Participa no grupo de Isabel Ventura, actuando regularmente em diversos espaços de jazz, na cidade do Porto e estando a preparar o seu primeiro registo discográfico. Acompanha ainda diversos músicos, com os quais se apresenta em diferentes projectos que não se encerram nas sonoridades do jazz.

Jazz no Clube: Duplo.Duo

Jazz no Clube

6 Janeiro 

23h

Duplo.Duo

Parte da doçura de dois instrumentos alimentados a madeira e cordas… este duo procura construir um lugar no amplo universo sonoro onde diversas matizes se vão desenhando sem limites à vista desarmada… A procura das raízes do som é evidente, sem no entanto castrar a inevitável viagem interior.

“Duplo.Duo

Tendo o Jazz, e tudo aquilo que orbita perto de si como território de trabalho, Duplo.Duo refaz, recompões e cria com a maturidade de quem já não lê, só relê!”

Renato Diz – Piano

Sérgio Tavares – Contrabaixo

Vulgar Maníaco

::  Dia 17 sábado

23h00

Jazz no Clube

Vulgar Maníaco

Fábio Almeida (saxofones)

Ricardo Pinto (piano)

Sérgio Tavares (contrabaixo)

Alexandre Coelho (bateria)

Vulgar Maníaco explora as composições originais dos seus membros em fluxos dinâmicos de energia e acima de tudo genuinidade musical. Com um som principalmente acústico (por vezes incluindo instrumentos/sons electrónicos), este grupo procura o equilíbrio entre o rigor da forma e a liberdade da improvisação.

Fábio Almeida nasce em Outubro de 1985 em Noisy-Le-Grand nos arredores de Paris, regressa Portugal com 4 anos e passa a sua infância em Vila Real. Com 10 anos começa a estudar saxofone na academia de musica local onde conclui o 5º grau do conservatório em saxofone erudito, durante esse período participou activamente na sociedade filarmónica local, em orquestras de sopros e audições a solo ou em pequenas formações. Com 17 anos ingressa no curso de Design de Comunicação (Artes Gráficas) na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, e prossegue os seus estudos musicais em paralelo no Conservatório de Gaia, na classe de saxofone do Professor Hugo Teixeira. Conclui o ensino superior em 2007, imediatamente a seguir ingressa no Mestrado em Design da Imagem na FBAUP orientado pelo Professor Doutor Heitor Alvelos, concluindo-o em 2008, no mesmo ano em que termina os seus estudos no Conservatório de Musica de Gaia, finalizando a disciplina de saxofone com nota máxima. Durante esse período frequentou masterclass com reconhecidos instrumentistas mundiais como: Henk van Twillert, António Filipe Belijar, Mário Marzi, entre outros. Participou activamente como solista em orquestras de sopros, bandas filarmónicas, Orquestra Sinfónica de Gaia e diversas formações locais que abordavam estilos desde a música erudita até Jazz, Fusão ou Pop, provando ser um músico versátil. Instruiu também MasterClass de saxofone em alguns pólos filarmónicos e academias locais. Em 2009, encorajado a prosseguir os seus estudos musicais concorre e ingressa na Escola Superior de Música do Porto (ESMAE) na vertente saxofone Jazz, na classe dos professores Mário Santos e Zé Pedro Coelho, encontrando-se presentemente a frequentar o 3º ano do curso, estudando com professores tais como; Nuno Ferreira, Carlos Azevedo, Paulo Perfeito, Michael Lauren, Pedro Guedes, entre outros. Como membro da ESMAE Big Band, tocou no Festival Internacional de Jazz de Guimarães em 2009 e 2010, na Big Band dirigida por George Colligan e The Story respectivamente. Aí pode participar em workshops com George Colligan, Michael Blake, Jaleel Shaw, E.J Strickland, Josh Ginsburg, Samir Zarif, Lars Dietrich, John Escreet, Zack Lober e Greg Ritchie. No âmbito académico da ESMAE frequentou Marterclass de improvisação orientadas por Jacob Sacks, Ohad Talmor, Matt Pavolka, Dan Weiss, Carlos Barreto, Chris Lightcap, Tony Malaby, Andrew Bishop, Gary Versace, Gerald Cleaver e Gary Smulyan.

http://www.myspace.com/fabiodealmeidamusic

Ricardo Pinto é um pianista/compositor do Porto, nascido a 1990. Estuda Jazz na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo. Estudou com Alexandrina Pinto, Adam Birnbaum, Adam Cruz, Ben Street, Carlos Azevedo, Carlos Barretto, Dan Weiss, Daniel Moreira, Danilo Perez, Diogo Vida, Elísa Moutinho, Fernando Lima, Filipe Lopes, Filipe Pinto, Greg Osby, Greg Ritchie, Jacob Sacks, Jan Wierzba, Joana Castro, João Dias, João Salcedo, John Davis, John Escreet, Jorge Rossy, Joseph Lepore, Lars Dietrich, Luís Dias, Manuel Marques, Maria João Castro, Mário Azevedo, Mário Santos, Matt Pavolka, Michael Lauren, Nir Felder, Nuno Ferreira, Octávio Inácio, Ohad Talmor, Óscar Graça, Paulo Perfeito, Pedro Guedes, Rogério Boccato, Rudresh Mahanthappa, Samir Zarif, Samuel Quinto, Sara Serpa, Serghei Covalenco, Sérgio Silva, Vanessa Meireles, Vani Campos, Zack Lober, entre outros. Ricardo trabalhou também como músico/compositor e/ou produtor/designer com Alexandre Coelho, André Areias, Daniel Fentanes, Diana Martinez, Dinis Oliveira, Diogo Dinis, “Dizzy Habits”, “El Coyote”, “Enzímico”, Fábio Almeida, Filipe Monteiro, Guilherme Magalhães, Javier Comaño, João Paulo Rosado, Jonas Anjo, Mariana Vergueiro, Michael Lauren, Nuno Oliveira, Nuno Trocado, Pedro Alves, Pedro Silva, “Purple Blues Trio”, Ricardo Formoso, “Rôxo”, Sérgio Tavares, Slawek Koryzno, Sónia Baptista (Sky), Tiago Cruz, “Tinverck”, entre outros. Desde 2006, Ricardo Pinto integra a equipa do ENSEMBLE – SOCIEDADE DE ACTORES como músico, compositor, produtor e designer. Actualmente ensina Piano Clássico e Jazz na Maiorff (Maia) e no Instituto de Música Clube Literário do Porto.

http://www.myspace.com/mighselph

Sérgio Tavares Nascido a 28 de Janeiro de 1975 no Porto. Iniciou a sua prática musical como autodidata. Ingressou na Fundação Conservatório Regional de Gaia em 1998, estudando guitarra. Licenciou-se em Educação Musical em 2000 no Instituto Piaget. Em 2001 iniciou o estudo de contrabaixo com o professor Slawomir Marzec na Fundação Conservatório Regional de Gaia. Frequentou e participou em workshops e masterclasses com alguns dos mais importantes músicos de Jazz nacionais e internacionais, tais como: Carlos Bica, Carlos Barretto, Martin Wind, Orrin Evans, Darryl Hall, Hein van de Geyn (INTERNATIONAL CAPBRETON DOUBLE BASS FESTIVAL), Omer Avital, Bojan Z, Remi Vignolo, Ron Carter, Eddie Gomez, etc. Em 2009 compôs a banda sonora do filme “memórias de um lugar” de Dária Salgado e que participou no concurso do 17o Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde. Em 2010 participou como músico e compositor no Combo vencedor no Festival de Jazz do S. Luiz (Lisboa). Vencedor do concurso de projectos artísticos – Serralves em Festa! 2010 integrando o Colectivo Liken com o trabalho – Poema Visual em Forma de Concerto a Partir do Conto “O Fascínio do Pequeno Lago” de Virginia Woolf. Concluiu Licenciatura em Jazz/Variante de Contrabaixo da ESMAE – Porto 2011. Tem participado em diversas formações de Jazz, música improvisada (ARS Trio; DUPLO.DUO; COLECTIVO LIKEN; Paulo Gomes Quinteto, etc) e sonorizado curtas metragens.

http://www.myspace.com/sergioseravat

Alexandre Coelho Nasceu em Barcelos em 1979. Frequentou a Academia de Música de Barcelos onde estudou piano e concluiu a Licenciatura em bateria, de Jazz, da ESMAE, no Porto. Estudou com Acácio Salero e Michael Lauren. Participou em workshops orientados por E. J. Strickland, Dan Weiss, John Davies, Donald Edward, Dave Liebman, Jaleel Shaw, Michael Blake, Orrin Evans, George Cooligan, James Carter, Eric Friedlander e Marilyn Crispell. Em 2010, em representação da ESMAE, na 8a Festa do Jazz do São Luís, integra a banda vencedora do concurso das Escolas Superiores, assim como é distinguido com uma Menção Honrosa.

Jazz no Clube: Coolmeia

:: Dia 25 | Sexta-feira

Piano-bar

23h00

Jazz no Clube

Coolmeia

Bilan (guitarra e voz)

David Estêvão (contrabaixo)

André No (bateria)

Na recolha dos melhores pólens e uma mistura refinada dos seus ingredientes, surge este tão desejado mel Coolmeia. Com influencias da música de Cabo Verde, Brasil, Portugal, Rock, Funk, Soul, Jazz , e todo o background e referências dos músicos, os Coolmeia apresentam um repertório variado passando por Cesária Évora, Milton Nascimento, Nirvana, Steve Wonder, entre outros. A sua sonoridade é cool, simples, genuína e groove, o que torna este som dos Coolmeia tão interessante e apetecível.

Jazz no Clube: JILABA

Dia 18 | sexta-feira

Jazz no Clube

JILABA

 RICARDO PINTO (piano)

SÉRGIO TAVARES (contrabaixo)

ALEXANDRE COELHO (bateria)

Jilaba é um trio que explora a forma e a improvisação, o rigor e a liberdade, a tradição e a evolução, no intuito de fazer música tão genuína quanto possível. Com uma sonoridade predominantemente acústica, este grupo trabalha a comunicação e a pureza da expressão musical individual e colectiva, procurando desprover-se de tudo o que estiver a mais no exercício artístico entre eles e o público.

 Ricardo Pinto é um pianista/compositor do Porto, nascido a 1990. Estuda Jazz na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo. Estudou com Alexandrina Pinto, Adam Birnbaum, Adam Cruz, Ben Street, Carlos Azevedo, Carlos Barretto, Dan Weiss, Daniel Moreira, Danilo Perez, Diogo Vida, Elísa Moutinho, Fernando Lima, Filipe Lopes, Filipe Pinto, Greg Osby, Greg Ritchie, Jacob Sacks, Jan Wierzba, Joana Castro, João Dias, João Salcedo, John Davis, John Escreet, Jorge Rossy, Joseph Lepore, Lars Dietrich, Luís Dias, Manuel Marques, Maria João Castro, Mário Azevedo, Mário Santos, Matt Pavolka, Michael Lauren, Nir Felder, Nuno Ferreira, Octávio Inácio, Ohad Talmor, Óscar Graça, Paulo Perfeito, Pedro Guedes, Rogério Boccato, Rudresh Mahanthappa, Samir Zarif, Samuel Quinto, Sara Serpa, Serghei Covalenco, Sérgio Silzva, Vanessa Meireles, Vani Campos, Zack Lober, entre outros. Hoje, Ricardo trabalha principalmente com o seu trio, Jilaba (com Sérgio Tavares no contrabaixo e Alexandre Coelho na bateria) e o quarteto Vulgar Maníaco (o mesmo trio com o saxofonista Fábio Almeida) . Desde 2006, Ricardo Pinto integra a equipa do ENSEMBLE – SOCIEDADE DE ACTORES como músico, compositor, produtor e designer. Actualmente ensina Piano Clássico e Jazz na Maiorff (Maia) e no Instituto de Música Clube Literário do Porto.

Sérgio Tavares

Nascido a 28 de Janeiro de 1975 no Porto. Iniciou a sua prática musical como autodidata. Ingressou na Fundação Conservatório Regional de Gaia em 1998, estudando guitarra. Licenciou-se em Educação Musical em 2000 no Instituto Piaget. Em 2001 iniciou o estudo de contrabaixo com o professor Slawomir Marzec na Fundação Conservatório Regional de Gaia. Frequentou e participou em workshops e masterclasses com alguns dos mais importantes músicos de Jazz nacionais e internacionais, tais como: Carlos Bica, Carlos Barretto, Martin Wind, Orrin Evans, Darryl Hall, Hein van de Geyn (INTERNATIONAL CAPBRETON DOUBLE BASS FESTIVAL), Omer Avital, Bojan Z, Remi Vignolo, Ron Carter, Eddie Gomez, etc. Em 2009 compôs a banda sonora do filme “memórias de um lugar” de Dária Salgado e que participou no concurso do 17o Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde. Em 2010 participou como músico e compositor no Combo vencedor no Festival de Jazz do S. Luiz (Lisboa). Vencedor do concurso de projectos artísticos – Serralves em Festa! 2010 integrando o Colectivo Liken com o trabalho – Poema Visual em Forma de Concerto a Partir do Conto “O Fascínio do Pequeno Lago” de Virginia Woolf. Concluiu Licenciatura em Jazz/Variante de Contrabaixo da ESMAE – Porto 2011. Tem participado em diversas formações de Jazz, música improvisada (ARS Trio; DUPLO.DUO; COLECTIVO LIKEN; Paulo Gomes Quinteto, etc) e sonorizado curtas metragens.

http://www.myspace.com/sergioseravat

Alexandre Coelho 

Nasceu em Barcelos em 1979. Frequentou a Academia de Música de Barcelos onde estudou piano e concluiu a Licenciatura em bateria, de Jazz, da ESMAE, no Porto. Estudou com Acácio Salero e Michael Lauren. Participou em workshops orientados por E. J. Strickland, Dan Weiss, John Davies, Donald Edward, Dave Liebman, Jaleel Shaw, Michael Blake, Orrin Evans, George Cooligan, James Carter, Eric Friedlander e Marilyn Crispell. Em 2010, em representação da ESMAE, na 8a Festa do Jazz do São Luís, integra a banda vencedora do concurso das Escolas Superiores, assim como é distinguido com uma Menção Honrosa. 

Curso Livre Jazz: audições comentadas por José Duarte

«José Duarte leva ao Clube Literário do Porto (CLP), na Alfândega, um curso livre de jazz, à semelhança do seu programa 5 Minutos de Jazz, na Antena 1.»

Spot promocional RTP: curso livre de Jazz com José Duarte

Público  Público em geral (não é necessária formação musical)

Datas   De 21 Outubro de 2011 a Março de 2012

Horário   Todas as sextas-feiras, das 18h30 às 20h

Local   Clube Literário do Porto

O curso livre Jazz: audição comentada com José Duarte no CLP consiste numa formação semanal, em que será abordado o Jazz à semelhança do programa de José Duarte na Antena 1. Destinado ao público em geral (não é necessário possuir qualquer habilitação musical), o curso, com a duração de seis meses, também contará com a participação de músicos de jazz convidados, que actuarão ao vivo em determinadas sessões.
As 24 sessões, de 1h30 cada, incluem a audição de CD e visionamento de DVD, com alguns exemplos deste género musical, de acordo com o plano proposto pelo formador, José Duarte, que fará comentários explicativos, tanto dos subgéneros, como dos intérpretes, ou até dos instrumentos e com referência às suas experiências e histórias pessoais.
Semanalmente, via e-mail ou disponibilizadas no blogue oficial das sessões  e na livraria do CLP, os participantes do curso receberão os sumários com nomes de composições, de instrumentistas e outras informações igualmente importantes para as sessões.
No final do curso, será atribuído um certificado de frequência do Jazz: audição comentada, assinado pela direcção do CLP e por José Duarte, que prova que o respectivo assistente frequentou o curso.

 http://jazzcomjoseduarte.wordpress.com/

Inscrições no Clube Literário do Porto
Contactos    clubeliterario@fla.pt    ou    22 208 92 28
Mensalidade   50€ preço normal, 40€ preço com desconto (estudantes, aposentados e alunos de Música do CLP)
Ficha de inscrição    descarregar anexo

FMEB – Filipe Monteiro Electric Band

:: Dia 12 | Sábado

Jazz no Clube

Piano-bar – 23h 

FMEB – Filipe Monteiro Electric Band

  • 218 (Filipe Monteiro)
  • After the rain (J. Coltrane)
  • Sombras Etéreas (Filipe Monteiro)
  • Sub-Conscious-Lee (L. Konitz)
  • Skyway (Filipe Monteiro)
  • The Sorcerer (Herbie Hancock)
  • Nefertiti (Wayne Shorter)
  • Prime Directive (Dave Holland)

Drums: Filipe Monteiro

Guitar: Richard Okkerse

Piano: Ricardo Pinto

Bass: Sérgio Tavares

Filipe Monteiro

Filipe Monteiro, iniciou a sua formação musical aos seis anos de idade, sob orientação familiar.

Posteriormente, prosseguiu os estudos na Escola de Jazz do Porto, onde concluiu o curso de Bateria e Formação Musical. Completou o curso de Percussão, na Escola Profissional de Música de Espinho, leccionado pelos conceituados professores Joaquim Alves, Rui Sul Gomes, Nuno Aroso e Pedro Oliveira. Participou, activamente nos workshops orientados por Michael Lauren, Bruno Pedroso, Jeffery Davis, Nicholas Arnicho Perazza, Virgil Donati, TM Stevens, Carlos Barretto, Emmanuel Sé Journé, Nicolas Martyciow, Dan Weiss, Greg Ritchie, Jacob Sacks, Lars Dietrich, Matt Pavolka, entre muitos outros.

Actuou no Festival de Jazz de Sesimbra, (AQUI HÁ JAZZ!), no Festival itinerante de Jazz, (Portugal Jazz), no Festival de Jazz de Vigo (IMAXINA SONS), no Festival de Tui – Praza San Fernando (Jazz na Fronteira) e no Festival Porto Blue Jazz. É baterista das formações “Filipe Monteiro Electric Band” – FMEB, “Richard Okkerse Quartet”, “Isabel Ventura Quinteto”, “Sara Miguel Quarteto”, “Manuel Linhares Quarteto”, “Colectivo SV” entre outros diversos projectos.

Concluiu a licenciatura em Bateria, na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo “ESMAE”, sob a orientação do conceituado professor Michael Lauren.

Actualmente é docente do curso de Percussão na Academia de Música de Costa Cabral, e do curso oficial de Bateria, no Conservatório de Música de Famalicão “ARTEDUCA”.

filipemonteiro@jazzman.org

www.myspace.com/filipemonteirozzajdrummer

Richard Okkerse

Born in Middelburg, The Netherlands October 1980, Richard started playing the guitar at the age of 10 under the influence of Eric Clapton, Jimi Hendrix and Carlos Santana. By the time he reached 13 he got more and more interested in jazz & fusion, during this period performing and recording in various formations as a leader and sideman throughout Europe; Confusion, Not James Dean, Misty Jazz Band, Richard Okkerse/Rik Mol Quintet, Hugo Dirkson Quartet etc.

At the age of 17 he was accepted at the Amsterdam University of Music where he studied jazz guitar with Jesse van Ruller, Maarten van der Grinten, Martijn van Iterson, Ed Verhoeff and participated in various master classes and workshops with Peter Bernstein, Bireli Lagrene, Kurt Rosenwinkel, Russell Malone, John Scofield, Philip Catherine, Scott Henderson and many others.

In 2001 he graduated cum laude with a degree in jazz performance (jazz guitar/composition). Now Richard’s working with his new 4tet feat. Hugo Gama (sax), Pedro Silva (bass) and Filipe Monteiro (drums) they should record there debut cd in the near future.

Besides performing he also works as a educator teaching jazz guitar, ensemble and theory classes at various schools such as Jazz ao Norte, Escola de Jazz do Porto, Jazz ao Minho, Flauta de Hamelin and the Conservatory of Famalicao.

www.myspace.com/richardokkersetrio

Sérgio Tavares 

Iniciou a sua prática musical como autodidata. Ingressou na Fundação Conservatório Regional de Gaia. Licenciou-se em Educação Musical no Instituto Piaget.

Iniciou o estudo de contrabaixo com o professor Slawomir Marzec na Fundação Conservatório Regional de Gaia. Frequentou e participou em workshops e masterclasses com alguns dos mais importantes músicos de Jazz nacionais e internacionais, tais como: Carlos Bica, Carlos Barretto, Martin Wind, Orrin Evans, Darryl Hall, Hein van de Geyn (INTERNATIONAL CAPBRETON DOUBLE BASS FESTIVAL), Omer Avital, Bojan Z, Remi Vignolo, Ron Carter, Eddie Gomez, etc.

Participou como músico e compositor no Combo vencedor no Festival de Jazz do S. Luiz (Lisboa). Vencedor do concurso de projectos artísticos – Serralves em Festa!  integrando o Colectivo Liken com o trabalho – Poema Visual em Forma de Concerto a Partir do Conto “O Fascínio do Pequeno Lago” de Virginia Woolf.

Concluiu Licenciatura em Jazz/Variante de Contrabaixo da ESMAE. Tem participado em diversas formações de Jazz, música improvisada (ARS Trio; DUPLO.DUO; COLECTIVO LIKEN; Paulo Gomes Quinteto, etc) e sonorizado curtas metragens.

www.myspace.com/sergioseravat

Ricardo Pinto

Estuda Jazz na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo.

Estudou com Alexandrina Pinto, Adam Birnbaum, Adam Cruz, Ben Street, Carlos Azevedo, Carlos Barretto, Dan Weiss, Daniel Moreira, Danilo Perez, Diogo Vida, Elísa Moutinho, Fernando Lima, Filipe Lopes, Filipe Pinto, Greg Osby, Greg Ritchie, Jacob Sacks, Jan Wierzba, Joana Castro, João Dias, João Salcedo, John Davis, John Escreet, Jorge Rossy, Joseph Lepore, Lars Dietrich, Luís Dias, Manuel Marques, Maria João Castro, Mário Azevedo, Mário Santos, Matt Pavolka, Michael Lauren, Nir Felder, Nuno Ferreira, Octávio Inácio, Ohad Talmor, Óscar Graça, Paulo Perfeito, Pedro Guedes, Rogério Boccato, Rudresh Mahanthappa, Samir Zarif, Samuel Quinto, Sara Serpa, Serghei Covalenco, Sérgio Silzva, Vanessa Meireles, Vani Campos, Zack Lober, entre outros.

 www.myspace.com/mighselph

Concerto: Isabel Ventura

28 de Outubro – 6ª Feira

Piano-Bar

23h00 Concerto

Isabel Ventura, voz

Marco Figueiredo, piano

José Carlos Barbosa, contrabaixo

Isabel Ventura acompanhada ao piano por Marco Figueiredo e no contrabaixo por José Carlos Barbosa apresentam neste concerto, num ambiente de grande partilha e cumplicidade musical, alguns dos temas que farão parte do disco a sair brevemente.

 

Programa

Summertime – George Gershwin

Whisper Not – Benny Golson

Perdido – Juan Tizol

Roxane – Sting

Balada da Rita – Sérgio Godinho

Just Friends – John Klenner

Retrato em Branco e Preto – Tom Jobim / Chico Buarque

Porque me Olhas Assim – Fausto Bordalo Dias

Round Midnight – Theloneous Monk

Rosinha dos Limões – Artur Ribeiro

Isabel Ventura

Iniciou a sua actividade musical em 1984 ingressando no grupo Photograph, banda na área da música anglo-americana. Com este grupo participou em vários programas de televisão e espectáculos por todo o país

Em 87 é convidada por Sérgio Castro a participar com o grupo Trabalhadores do Comércio no Festival da Canção RTP, com quem viria ainda a actuar em diversos espectáculos em Portugal e Espanha. No ano seguinte entra para o grupo rock GNR como segunda voz em concertos ao vivo, tanto em Portugal como em França

.Em 1989 e 90 participa respectivamente nos álbuns Música Concreta e Mundo de Aventuras da banda portuense Ban. Nesta altura colabora ainda na gravação do álbum El Desertor, do grupo Desertores, banda rock espanhola. Em 91 é convidada por Pedro Abrunhosa a integrar o grupo Máquina do Som, projecto que estaria na base dos Bandemónio.

O seu crescente interesse por cantoras como Billy Holiday, Sarah Vaughan, Dee Dee Brigdewater e Dianne Reeves, atraem-na definitivamente para o Jazz. Participa com alguma frequência em diversas Jam-sessions e concertos com Carlos Azevedo, Paulo Barros, Paulo Gomes, Ricardo Fabini, George Letellier, Raul Marques, Diego Ebbeler, Eduardo Santos, José Luís Rego, entre outros e aumenta o seu gosto pela música improvisada. Decide então, formar o seu próprio grupo

Desde essa altura, tem actuado por todo o País em diversos eventos ligados ao Jazz, destaque para o 4º ciclo de Jazz da Guarda, Centro Cultural de Belém, Casa da Música no Porto , Festival Rota Jazz na Trofa, Porto Blue Jazz. Actua também regularmente noutros espaços tais como clubes de Jazz e Cafés Concerto.

Esta, neste momento, em processo de gravação do seu primeiro trabalho a solo.

Marco Figueiredo

Marco Figueiredo estudou Piano e composição no Conservatório de Coimbra, mais tarde dedica-se ao Jazz e tem aulas com Paulo Gomes, Quim Roberto e João Paulo.

Frequentou a ESMAE (Escola de musica e Artes do Espectáculo) no Porto.

Gravou uma composição sua para uma homenagem a Carlos Paredes onde participaram também Carlos Bica, Mário Laginha, António Pinho Vargas entre outros.

Como músico free-lancer já actuou em inúmeras salas de espectáculos em Portugal assim como Espanha e Cabo Verde com projectos que vão do Jazz á Música tradicional Portuguesa.

Gravou em seu nome o CD Outras Viagens e participou em outros registos editados como “Os Cantautores” e Trilhos.

Está, neste momento, em fase de lançamento o seu mais recente trabalho a solo:“Fotografia”

José Carlos Barbosa

Natural de Arouca, começa aos 19 anos a estudar contrabaixo/jazz com Filipe Teixeira, prosseguindo estudos na Escola de Jazz do Porto entre 2002 e 2004. Durante esse período estuda também com Pedro Barreiros, Alberto Jorge Piedade e João André Piedade.

Em 2009 termina a licenciatura no curso de jazz da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE), tendo estudado com António Augusto Aguiar e Pedro Barreiros, entre outros, tais como: Demian Cabaud, Michael Lauren, Nuno Ferreira, Mário Santos, Telmo Marques e Carlos Azevedo. Nesse período destacam-se participações na Big Band da ESMAE sob orientação de Pedro Guedes, Paulo Perfeito, Alan Ferber e Orrin Evans, bem como no Septeto de Jazz da ESMAE com o qual conquistou o 1º prémio no concurso anual de escolas de jazz na Festa do Jazz do teatro São Luíz em 2007.

Esteve presente em masterclass e workshops com diversos músicos onde se destacam: Carlos Bica, Zé Eduardo, Bernardo Moreira, Omer Avital, Jason Lindner, Alexis Cuadrado, James Carter, Dan Weiss, Ohad Talmor, Thomas Morgen, Matt Pavolka, Orrin Evans e Darryl Hall.

Colabora com a Orquestra de Jazz de Matosinhos (OJM), não só em concertos como também no seu programa didáctico “O Jazz vai à Escola” e “Jazz sem Barreiras”.

Integra o GS Quartet, com o qual já pisou os palcos da sala 2 da Casa da Música, do 13º Festival de Jazz de Valado dos Frades, do Festival Jazz ‘n Gaia 2010 e do 15º Festival de Jazz de Matosinhos, contando com a participação de Mário santos, Sérgio Carolino e José Luís Rego.

Faz parte do AP quinteto, que em breve lançará o seu primeiro trabalho discográfico.

Participa no grupo de Isabel Ventura, actuando regularmente em diversos espaços de jazz, na cidade do Porto e estando a preparar o seu primeiro registo discográfico.

Acompanha ainda diversos músicos, com os quais se apresenta em diferentes projectos que não se encerram nas sonoridades do jazz.